Portifa #comofaz? - Updates!

Quinta-feira dessa semana o Portifa #comofaz? Virou um webinar! 

Graças ao convite da Altitude Eleve seu conhecimento para falar sobre posicionamento profissional na área criativa, eu adaptei o Portifa #comofaz? para ser um webinar de posicionamento profissional através do seu portfólio e você pode ver tudo BEM AQUI!

E ontem, Sexta-feira eu apresentei o Portifa, #comofaz? em uma palestra na semana acadêmica da FAE, a FAE Completa. 0/

Pra quem já foi nas manhãs palestras sabe que eu sempre acabo falando um pouco mais sobre minhas experiências e trajetória para responder perguntas. 

Ontem surgiram duas perguntas interessantes, do tipo que me faz refletir. Vou compartilhá-las com algumas reflexões que fiz de ontem pra hoje: 

1) Grana vs propósito e como lidar com o processo de entender seu valor? 


Não vejo essa relação do propósito e grana como uma contraposição mas sim como uma relação de reconhecimento. 
Quando se faz algo que se gosta, e se aprende a fazê-lo com excelência técnica e com o coração em tudo o q se faz, haverão várias formas de reconhecimento, uma delas é a monetária mas outras podem ser credibilidade reconhecimento de competência e profissionalismo por seis pares em premiações ou só por recomendações de trabalho por exemplo. As coisas acontecem e vem pra vc de acordo com o q vc bota pra fora no mundo. Já dizia meu pai, "quem planta colhe". 
Mas entender o tempo de plantar e de colher é importante. 
O processo de entendimento de propósito está relacionado a fazer o q vc gosta sim, mas tem q fazer. Não tudo de uma vez nem rápido e do jeito "certo". Mas começar, tentar, e especialmente errar. A coisa q mais fazemos no processo de descoberta é errar, mas tem jeito mais eficiente de aprender e se descobrir?! Por isso, refletir, perceber e entender é uma grande parte desse processo, mas fazer nada não gera descoberta, gera espaço livre, ou o conhecido ócio. O ócio é importante para dar liberdade para as conexões nunca feitas acontecerem livremente, conectar os pontos é importante mas para isso é importante que haja ação e movimento que alimentem essas reflexões. Isso pode ser através de novas referências ou experiências mesmo. Mas o importante é ter novas perspectivas para rever coisas q vc tem como certeza e gerar novas dúvidas e inquietações para uma nova descoberta, tanto profissional como pessoal. Entenda seu processo e seu tempo de agir e refletir, as coisas ficam mais claras e as decisões ficam menos difíceis quando entendemos o todo(big picture) e os riscos que tomamos com cada passo. E lembre-se, você não precisa sair correndo, pular e mergulhar de uma vez, você pode começar colocando o pé na água pra ver qual é. Cada um tem seu jeito de fazer, aprecie isso pq é isso que enriquece a sua história e o mundo. 
Pra mim é isso que se torna reconhecimento financeiro. Então, se você precisa de grana desde o começo do seu processo de descoberta, faz a primeira vez de graça e pergunta quanto a pessoa acha q seu trabalho vale e quanto ela estaria disposta a pagar por isso. Na primeira pergunta vc entende o quanto ela gostaria de pagar se tivesse todo o dinheiro do mundo, na segunda vc entende dentro da realidade dela agora, o quanto seria viável pra ela. Assim vc consegue entender como as pessoas percebem seu trabalho e o quanto é razoavel cobrar por ele. E pergunte pra essa pessoa se ela conhece alguém ou recomendaria seu trabalho para outra pessoa. E deixa fluir buscando outras pessoas e lugares onde seu trabalho tenha valor. Na segunda você cobra o que se sentir confortável e faz a mesma coisa, e segue o barco. Não tem uma resposta única e universal, mas essas dicas me ajudaram, espero que te ajudem tbm e se vc achar outras coisas, me conta! Adoro ouvir histórias de descoberta!

2) No seu processo, você teve medo? Como você lida com o medo?


MEU, ESSA É A COISA QUE EU MAIS TENHO! Sim, tive e ainda tenho muito medo, o tempo todo. Mas ele se tornou meu termômetro e minha bússola. Partindo do princípio que eu me guio pelos meus valores e propósito, é quando eu tenho medo que eu sei que tenho a oportunidade de aprender pois estou andando para o desconhecido que quero conhecer, mas nunca explorei antes. Isso me petrifica e me deixou quase um ano com os pés na água, observando a maré os peixinhos e tudo que passava. Mas eu só tava ali quietinha, observando, morrendo de medo. Teve um momento que eu me joguei de cara, tentei levar aquilo que eu tinha de "tradicional" e que me dava "estabilidade" e me joguei com tudo na água, ao mesmo tempo que levava todo o resto, e o medo me petrificou. Foi o momento que eu tive mais medo na minha trajetória e foi quando eu precisei parar tudo e me dar um tempo pra voltar pra minha zona de conforto e rever meu trajeto e minhas ambições. Foi muito difícil para mim perceber e respeitar esse momento, pois eu era muito objetiva e racional, nunca dava espaço para as mim num geral, desde emoções até a vida pessoal como um todo. Mas eu não sentia que tinha escolha, eu precisava disso ou eu entraria em colapso, era assim que eu me sentia. Abri mão de uma série de coisas, e foi abrindo espaço que eu consegui entender o que estava acontecendo comigo de verdade, resignificar minha história e a mim mesma como um todo. Assim, eu encontrei em mim uma nova zona de conforto que tinha sido construída ao longo de 8 anos e que não tinha tido tempo pra perceber como "zona de conforto". Foi isso que me deu segurança pra entender que eu já tinha aprendido muitas coisas, mas também perceber quais eram as novas coisas que eu queria aprender, desenvolver e fazer em uma nova aventura dentro da minha jornada(vide a jornada do herói, ótima referência, recomendo). 
Foi só depois desse esclarecimento que eu consegui perceber que eu tenho vários tipos de medo, mas é o medo de explorar algo que eu ainda não sei que me deixa insegura, e é justamente quando eu sinto esse medo que eu sei: estou no lugar certo. É esse medo que me guia pro meu crescimento e desenvolvimento, então é aqui mesmo que eu quero estar. Pelo menos por enquanto.

E pra vc? Como é lidar com o reconhecimento do seu trabalho através de trocas financeiras? No seu processo, o que te dá mais medo? Me conta aqui nos comentários :) Adoro ouvir as histórias de vcs!

Quer saber mais o que eu penso sobre algum desses tópicos ou outros? Me manda perguntas que eu também adoro responder vcs! 

Cheers!

PS: Pra quem viu o webinar ou a Palestra e quer mentoria online comigo segue o link para compra de slots de 30' para feedbacks rápidos e o processo completo de mentoria começo/meio/fim de 3h em 3 semanas: https://eventioz.com.br/e/portfolio-comofaz-mentoria-com-hellem-pedroso

Source: https://www.youtube.com/watch?v=_ucKgeaVv_...